fbpx

Responder a: Módulo IV- A vida que recebi de meu pai e de minha mãe

Home Fóruns Filosofia da Constelação Familiar Módulo IV- A vida que recebi de meu pai e de minha mãe Responder a: Módulo IV- A vida que recebi de meu pai e de minha mãe

#2197
Renata Ayra
  • Mestre
@renata
Ponto(s): 214 pontos

Em resposta ao seu primeiro tópico de questionamentos Elizangela:
_____________________________________
“A minha questão principal com relação ao tema de tomar o pai e mãe biológicos é como ficam as crianças que nascem de um doador(a) anônimo(a)? E quando essa criança é filha de casais homoafetivos? Nessa questão genética atual, as variáveis das formas de concepção estão totalmente implicadas, seja no âmbito emocional, espiritual ou até mesmo biológico e jurídico. O óvulo por vezes é de uma mulher, gerado no ventre de outra. Também acontece, de casais utilizarem doadores do óvulo ou do espermatozoide ou dos dois e conceberem a criança em um ventre amigo. Ainda é possível que o óvulo e o espermatozoide sejam do casal “in vitro” e alimentado e gerado por outra pessoa.”
____________________________________

E se ao invés de usarmos “tomar os pais” substituirmos para “tomar a vida” que corre nas veias do ser humano em questão?
Até onde sabemos hoje, a vida começa sempre com o “encontro” de um óvulo e um espermatozoide, uma partícula Yin e outra Yang. Então, por essa perspectiva o tomar os pais seria olhar para o poderoso quantum de energia vital gerado pela interação entre aquelas duas partículas Yin&Yang primordiais, que por inúmeras questões se encontraram e deram origem ao ser que está ali diante de nós. Olhar, reconhecer, honrar, incluir e agradecer.

Quanto a dinâmicas sistêmicas que se apresentam na vida da pessoa gerada em barriga de aluguel, na inseminação artificial, ou que tenha pais desconhecidos,  podemos sempre recorrer ao olhar fenomenológico. Na neutralidade, abrimos mão do julgamento, observamos de maneira neutra o fenômeno qualquer que esteja se apresentando na vida de uma pessoa e à luz da consciência a pessoa tem a chance de ressignificar sua conexão com os campos em questão e alinhar-se às leis sistêmicas se liberando assim em direção a mais vida.

+2
Rolar para cima