fbpx

Responder a: Módulo IV- A vida que recebi de meu pai e de minha mãe

Home Fóruns Filosofia da Constelação Familiar Módulo IV- A vida que recebi de meu pai e de minha mãe Responder a: Módulo IV- A vida que recebi de meu pai e de minha mãe

#2756
Renata Ayra
  • Mestre
@renata
Ponto(s): 214 pontos

Honrar e tomar pai e mãe nesse contexto sem traumas tão significante é algo que de inicio não exigem muito esforços , porém como trazer para o coração , horando pai e mãe que comentem algo contra a própria vida do filho(a). Como Assassinato , abuso sexual . Como esse filho ou filha toma seu pai e mãe ? ( sei que nesse momento estou no papel de julgar . Mas esse é um ponto que me traz duvidas e até uma não concordância com a situação ). Agora peço licença para compartilhar uma historia : Eu conheço uma pessoa, por meio do meu trabalho, que a própria Irmã dela ( única Irmã ) cometia abuso sexual junto com o companheiro atual contra a própria filha . Isso foi um choque para essa Irma que nunca suspeitou do caso . Ela tinha uma percepção da Irma ser um pouco diferente , mas nunca em nenhum momento ela imaginou que a Irma fosse alguém que cometesse um ato dessa natureza . Em relato se descobriu que todos os dois companheiros que a tal Irma teve eram abusadores e praticaram o crime junto . A criança foi abusada com consentimento da mãe pelo companheiro desde os 2 anos de idade ate os 7 .Nesse momento foram dois relacionamentos que a mãe da criança teve e ambos sendo abusadores . O fato foi sessado, pois foi descoberto pela policia, e todos estão presos . A tia esta com a guarda da criança , pois o pai é omisso abriu mão da guarda da criança ,e esta em um novo relacionamento que a atual esposa não aceita a criança . Nesses casos para mim é desafiador pensar nessa criança e “entender o tomar , mãe e pai “. Perguntei se ouve casos de abuso da pessoa que cometeu o ato para a Irma , porém a mesma acredita que não . que nunca ouve isso na sua família .que todos ficaram escandalizados com a situação.

Em resposta a Gislaine Caviquioli
Importantes as suas colocações e suas perguntas, Gislaine. Aproveito para convidar os participantes do fórum para contribuir com seus olhares.

“Honrar e tomar pai e mãe nesse contexto sem traumas tão significante é algo que de inicio não exigem muito esforços , porém como trazer para o coração , horando pai e mãe que comentem algo contra a própria vida do filho(a). Como Assassinato , abuso sexual . Como esse filho ou filha toma seu pai e mãe ? ( sei que nesse momento estou no papel de julgar . Mas esse é um ponto que me traz duvidas e até uma não concordância com a situação ).”

Na aula em que fazemos o desdobramento das   “versões” de uma pessoa pudemos lembrar que as duas versões (enquanto filhos e filhas) com as quais temos como trabalhar internamente para tomar verdadeiramente nossos pais são: o que nos deu a vida e o cuidador ou cuidadora.
Honrar pai e mãe e tomar a vida que vem deles é olhar para a parcela que nos deu a vida e dizer SIM a ela. No caso de relações abusivas, tóxicas com um ou dois dos pais fica muitas vezes difícil o olhar para esta parcela que deu a vida porque a relação com a parcela  “cuidador/a” está cheia de traumas.

Então, vejo o auxilio terapêutico para poder “tratar” dos traumas relacionados aos pais “cuidadores” abusivos como muito importante para então ser mais possível dissociar o olhar  para essas duas versões. Ao dissociar as parcelas,  este filho pode olhar para o cuidador tóxico e classificar a parcela desse pai/mãe como sentir no momento e então se afastar se assim decidir. Depois dessa etapa, ele pode olhar com profundo respeito e gratidão apenas para a parte que lhe deu a vida, que em algum momento na teia da vida se encontrou sexualmente com a contraparte e gerou a vida que corre hoje em si. Desta forma, este filho se conecta com a força da vida que veio pelos tempos fluindo por toda a sua ancestralidade até chegar no pulso dentro de si, e assim seguir mais livre para a sua própria caminhada.

 

 

 

 

  • Esta resposta foi modificada 6 mêses atrás por Renata Ayra.
+2
Rolar para cima