fbpx

A Análise Transacional como psiquiatria social e psicologia profunda

“Os conceitos berneanos de Jogos e Passatempos certamente podem ser abordados como componentes de uma psiquiatria social. No entanto, o Passatempo também serve como defesa, especificamente, como portador de uma comunicação inconsciente duplex. Reconhecer e interpretar a função defensiva latente e a comunicação inconsciente oculta no conteúdo consciente dos Passatempos coloca automaticamente a Análise Transacional no campo da psicologia profunda.

A Análise Transacional como Psiquiatria Social, consiste em analisar o conteúdo consciente e os ganhos obtidos pelos pacientes ao encenar seus Jogos e Passatempos. Contudo, uma análise minuciosa desses padrões de interações indica que o Passatempo também funciona como uma Transação Duplex. Assim, uma análise completa e bem conduzida da Transação Duplex coloca a Análise Transacional na posição invejável de ser psiquiatria social e psicologia profunda. Nesse sentido, e com essa inclusão, a Análise Transacional deve ser considerada uma psicologia mais abrangente”.

(Texto do analista transacional Ken Woods, A Transação Duplex e o Passatempo – TAJ vol 32 volume 2, abril 2002. Imagem: rawpixel)

+1
avatar

Deixe uma resposta

Rolar para cima