fbpx

O estilo do profissional influencia no Contrato terapêutico

“O cerne do contrato de aconselhamento é facilitar a autoconsciência do cliente e suas forças de maturidade natas. O contrato é realizado através do conteúdo e do estilo. É um equilíbrio delicado para responder ativa e intencionalmente aos sentimentos dentro de um contrato profissional que enfatiza o desenvolvimento de habilidades sociais e cognitivas, de modo a fortalecer a autoconsciência e o funcionamento autônomo. Um estilo excessivamente empático ou carinhoso pode promover uma fusão de experiência e dependência, em vez de promover a diferenciação e a resolução mútua de problemas. Um estilo excessivamente cognitivo pode promover um estilo pseudo-Adulto de funcionamento e adaptação, que administre a vitalidade e a vulnerabilidade do Estado do Ego Criança, em vez de se relacionar com ele. Aquele que aconsellha procura facilitar o pensamento e o sentimento simultâneos. Como um bom pai, o conselheiro eficaz encontra maneiras de comunicar interesse e preocupação sem se tornar excessivamente diretivo, definidor ou reconfortante”.

(Texto dos analistas transacionais William F. Cornell e Jenni Hine no artigo Cognitive and Social Functions of Emotions: A Model for Transactional Analysis Counselor Training. TAJ, Vol. 29, No.3, July 1999. Tradução de Maku Almeida. Imagem: pch.vector)

0

Deixe uma resposta

Rolar para cima